Institucional

Sobre a CEEB

“Quando a creche assume a responsabilidade de atuar na transformação e na busca do desenvolvimento social, seus agentes devem empenhar-se na elaboração de uma proposta para a realização desse objetivo. Essa proposta ganha força na construção de uma proposta político pedagógica.”

(Padilha 2002)

Histórico da CEEB

Inaugurada em setembro de 2009 a Creche Escola Ema e Beatriz iniciou suas atividades com o objetivo primordial de assistência aos alunos e aos seus respectivos responsáveis, visando a construção de um sujeito transformador da sociedade que o cerca. A partir dessa perspectiva e da necessidade de atender as famílias de crianças de baixa renda, pertencentes à base da pirâmide social, a CEEB vem ao longo desses anos realizando um trabalho idealizado e mantido por uma família de empresários que não medem esforços para garantir a qualidade do ensino ofertado na Instituição. Neste sentido, a creche atende, desde 2009, a crianças dentro da Educação Básica de Ensino em seu primeiro segmento que é a Educação Infantil em horário integral, de 7:30 horas até 17:00 horas gratuitamente, tendo como benefícios: alimentação, uniforme completo, mochila, agenda escolar, material didático-pedagógico, jogos pedagógicos. Desse modo, a CEEB atua como uma instituição socioeducativa, filantrópica, sem fins lucrativos, mantida pelo Instituto Irmãs Ema e Beatriz. Situada no Bairro das Laranjeiras à rua Esteves Júnior nº 33. Atendemos crianças de zero até três anos de idade (creche) e crianças de quatro a seis anos de idade (pré-escolas): divididas em Berçário I, Berçário II, Maternal I, Maternal II, Pré I e Pré II.

Objetivos

Nosso objetivo, em consonância com as legislações que regem a educação nacional brasileira, é desenvolver a criança integralmente nos aspectos físico, psicomotor, psicossocial e afetivo, complementando a ação da família.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Nossos objetivos específicos são inúmeros e estão contemplados em nosso Projeto Político Pedagógico – 2020. Abaixo, destacaremos alguns:

⦁ Desenvolver distintas potencialidades em nossos alunos, através das aulas de artes, música, informática e psicomotricidade;

⦁ Criar uma parceria com as famílias atendidas, tendo em vista o bem-estar e o desenvolvimento pleno de nossos alunos;

⦁ Dispor de recursos didáticos apropriados que atendam às necessidades dos discentes portadores de necessidades especiais;

⦁ Ofertar, quando necessário, materiais assertivos específicos que atendam as necessidades do alunado portador de necessidades especiais;

⦁ Promover ações que visem a inclusão de todos os discentes matriculados na CEEB.

Proposta Pedagógica

O Projeto Político Pedagógico da CEEB está elaborado em consonância com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Brasileira, nº 9394/96 e está dividido da seguinte forma: marcos legais, breve histórico da instituição, objetivos gerais e específicos, pressupostos filosóficos, conteúdo curricular, metodologia e marco operativo. Somos uma escola de educação infantil, primeiro segmento da Educação Básica, e priorizamos o desenvolvimento integral da criança nos aspectos: físico, psicomotor, afetivo e cognitivo, complementando a educação da família. Esta parceria escola X família é de suma importância para nós e a mesma é coparticipante de todo o processo educativo. A metodologia sociointeracionista com base nos referenciais teóricos de Piaget e Vygotsky representou uma quebra de paradigmas na educação, uma vez que propôs uma nova visão de criança, de educação e de relações interpessoais. O professor é fundamental neste método, é o principal mediador do processo ensino-aprendizagem. Investimos em treinamentos internos para toda a nossa equipe, tendo em vista a formação continuada dos profissionais da educação e a criação de espaços de debate. Temos como pilares o diálogo, o respeito à diversidade e o trabalho em equipe. Nosso público alvo é um público carente, que vive em situação de vulnerabilidade social. No momento atendemos 49 crianças oriundas de comunidades populares. A família mantenedora deste projeto socioeducativo oferece o melhor em educação, tendo em vista a transformação da realidade social vigente e a formação de sujeitos reflexivos que atuem criticamente perante a sociedade e o mundo.

Coordenação Pedagógica

“A educação assume um papel extremamente importante para a transformação social, mas para que isso ocorra é preciso que todos os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem estejam conscientes de que uma mudança significativa só ocorrerá quando houver um espaço dialético de construção onde a escola deve assumir uma postura ativa na luta diária pela inclusão e universalização do saber. Afinal, como diria Paulo Freire:”Meu papel no mundo não é só o de quem constata o que ocorre, mas também o de quem intervém como sujeito de ocorrências. Não sou apenas objeto da História, mas seu sujeito igualmente. No mundo da História, da cultura, da política, constato não para me adaptar, mas para mudar.

Josele Teixeira
Coordenadora Pedagógica – CEEB

“Acredito na educação como ferramenta de inclusão, transformação e formação de sujeitos críticos e reflexivos. Se o propósito for o contrário, não é educação, é reprodução da realidade social vigente. Tenho o educador Paulo Freire como uma grande referência na minha formação como pedagoga/educadora. Há uma frase dele que marcou minha trajetória “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda (Paulo Freire)”. Não acredito em outra forma de transformação e emancipação social sem ser pelo viés da educação crítica e pós-crítica”.

Antonia Ceva
Coordenadora – CEEB